| |

Dúvidas Frequentes | Placas Cimentícias

As Placas Cimentícias são recomendadas para quais aplicações e para qual porte de empreendimento?


A Placa Cimentícia ECOPLAC© é um componente do sistema construtivo Steel Frame (construção à seco). Neste sistema a versatilidade de aplicações é grande, citando: unidades residências, módulos construtivos, edificações de porte, paredes internas / externas, fachadas e beirais.


Quais as vantagens proporcionadas pelas Placas Cimentícias?


A grande vantagem da Placa Cimentícia ECOPLAC© é sua alta durabilidade à intempéries, áreas úmidas, incombustibilidade, resistência superior ao impacto, facilidade de pintura ou aplicação de acabamentos tais como cerâmicas, grafiato e papel de parede.


A Placa Cimentícia ECOPLAC©, assim como o gesso acartonado (Drywall), são partes de um sistema construtivo, porém em aplicações como áreas úmidas e externas, mesmo o gesso acartonado RU (chapas verdes),não é recomendado para lugares com umidade constante como chuveiros, cozinhas e áreas externas.


Com o avanço do sistema construtivo à seco no Brasil, existem também como complemento às Placas Cimentícias, o uso de painéis compósitos: Painel Wall Wood Decorlit, que possuem elevada resistência à cargas (500 Kgf/m²) e o Painel Facility Wall ©EPS- termo isolante, que são materiais compósitos do tipo sanduíche, contra-placados com placas cimentícia sem amianto, onde se obtêm um ganho em velocidade construtiva e redução de peso nas fundações das edificações. Tais produtos já estão de acordo com as tendências internacionais de utilização de materiais sem a presença de amianto nas composições, construções menos agressivas ao meio-ambiente e com sustentabilidade à longo-prazo por utilizar componente para uma construção racionalizada, com baixo índice de desperdício e intervenção no meio-ambiente, quando comparado com o sistema de alvenaria tradicional. Maiores informações sobre novos sistemas e sobre os produtos podem ser encontrados no site (www.decorlit.com.br).


Quais as principais dúvidas?


1-) A confusão entre o sistema Steel Frame e o Drywall, quanto aos perfis utilizados e suas espessuras. De uma forma resumida o sistema steel frame usa aço de 0,80mm (LSF) até 1,25mm de espessura, e espaçamento de 400mm e aceita tanto a Placa Cimentícia, como o gesso acartonado. Para o sistema drywall os perfis utilizados são menos robusto e com espessura de 0,50mm e espaçamento ideal de 600mm e não aceita as placas cimentícias, pois pode ocorrer fissuramento nas placas cimentícia devido à baixa robustez do aço utilizado.


2-) quantidade e espaçamento correto da fixação, existe uma tendência de certos instaladores em não usar a quantidade recomendada de parafusos por placas o que pode acarretar patologias futuras no sistema e também a junta de dilatação que deve ser obedecida ficando na faixa ideal de 3-5mm .


3-) A não utilização de produtos especificados e desenvolvidos especialmente para o sistema e condições brasileiras, tais como: tintas elastoméricas, adesivos poliméricos para cerâmicas, selantes de juntas elastoméricos e fitas teladas álcali-resistentes. Existe uma tendência errada em se utilizar produtos da construção convencional como massa acrílica e tintas convencionais, o que acarreta patologias no sistema.


Quais os principais erros cometidos durante projeto e instalação?


Erros durante o projeto: medidas não modulares (medidas múltiplas de 0,40m, 0,60m, 1,20m e 2,40m), o que pode ocasionar desperdício de materiais. Espaçamento superior ao recomendado para os montantes. Especificação incorreta dos materiais de fixação (tais como parafusos), tratamento de juntas (materiais rígidos ) e acabamento (tintas convencionais). Erros na paginação das placas cimentícias o que podem favorecer, quando do aparecimento de patologia, a sua propagação.


Desenvolvido por:MDG3D